Fale conosco

(11)  2359-8976

(11) 983-890-330

Om Anpu

Rua Caçador de Esmeraldas, 122

Email 

​paulospada@omanpu.com.br

  • Facebook Long Shadow
  • Google+ Long Shadow
  • Flickr Long Shadow

Aliança de Fogo

12 Jan 2016

 

 

A Aliança de Fogo traz um novo olhar sobre o ser criador amado, imutável e vivo, sendo que o Livro do gênese é esse ser, com este estudo o Verbo de Deus se demonstra  Uno, absoluto e inalterável em si, retratando a criação que, por um lado inscreve-se nos espaços e tempos essencialmente mutáveis, mas que por outro lado enraíza-se dentro da imutabilidade do Verbo Criador.

A prática da Cabala contida na Aliança de Fogo faz com que nos seres criados neste instante de tempo possamos participar e compartilhar o ensinamento da eternidade.

Dentro de nosso coração que é o centro da cruz Crística se desenham a linha horizontal representando o tempo e Matéria e a linha vertical o plano da eternidade do Espírito. É na união destas linhas que se encontra o Homem, no qual veremos recapitula toda a criação. Sendo assim o ser humano participa tanto do tempo quanto da eternidade.

Nós seres humanos viemos neste curto espaço de tempo  atingir a nossa realização mudando a nossa visão do mundo e atingindo o despertar da imagem através do verbo divino criador que contém o germe inalienável desde o princípio.

Neste princípio a ele é dado acessar o imutável. Quando o Homem se aprofunda sobre o eixo de seu instante-eternidade, na "medula de seu osso", na seiva da Árvore da vida que ele é, ele faz ressonância com o Verbo. Ele é a tradição viva.

Como Moisés que no Sinai, recebeu a mensagem da Torah que é a tradição viva. Deus lhe fala boca a boca (num.XII. 8). Abrindo à profundeza divina de seu ser jorrando o fluxo do Verbo divino que por sua vez é transmitido até nós despertando nosso real Ser.

 

O Homem do instante, ancorado ao mesmo tempo nas raízes intemporais do seu ser e na atualização cotidiana da informação, deverá tirar daí e tornar possível a transfiguração do que aparentemente é mais banal. Creio que nesta atitude transformadora é que se resolverá o problema contemporâneo do abandono pelos livros sagrados.

Nós não os temos abordado intelectualmente, tornando-os estranhos à nossa problemática cotidiana, assim mais ligados a um passado histórico do que a uma permanência ontológica?

Não é dentro dessa mesma atitude transformadora que poderemos começar a compreender o que nos separou tão dramaticamente, pelo menos no Ocidente, do Homem da alta idade média que tirava ainda na fonte desses livros a chama de seu gênio?

 

Estaremos realizando uma palestra no dia 15/01/2016 às 20h

entrada 20 reais

Please reload

Postagens Recentes

August 22, 2017

June 21, 2017

Please reload

Arquivos
Please reload

Search By Tags
Please reload

Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square